Conheça mais sobre a famosa Pesca Artesanal da Tainha

A pesca artesanal da tainha se iniciou no último dia 1° de Maio em todo o Litoral Catarinense e vamos te contar um pouco mais sobre essa prática tão comum em Bombinhas.

A pesca da tainha é considerada Bem Cultural e Imaterial de Santa Catarina sendo um dos maiores eventos culturais do nosso litoral. A pesca teve o seu primeiro registro histórico através do escritor Hans Staden em 1557 descrevendo a forma em que os indígenas praticavam todo o processo. 

Graças a famílias de pescadores moradores de todo o litoral catarinense essa prática atravessou gerações e se manteve quase que intacta o seu processo de execução.  

Conheça agora o espetáculo da pesca artesanal da tainha

O processo da pesca atualmente funciona com um “vigia” que fica sempre atento ao mar em busca das correntes marítimas e dos cardumes. Quando o cardume é encontrado o “vigia” avisa aos outros pescadores que preparam os barcos para cercar os cardumes com uma rede.

Essa rede é enorme, podendo conter vários metros de comprimento e sendo produzidas artesanalmente pelos próprios pescadores.  É chamada de rede de arrasto.

Poder acompanhar o cerco da tainha junto de belas paisagens nas praias de Bombinhas é uma oportunidade incrível para ser vivenciada. Todo o processo acontece bem rapidamente e conta com a ajuda de quem estiver passando pela praia para puxar a rede. 

O período de pesca acontece entre os meses de maio a julho.

A tainha é um dos peixes mais consumidos no Brasil devido a serem encontradas em grandes cardumes e tem um sabor característico e marcante. A carne tem uma mistura de coloração branca e avermelhada sendo bem delicada e macia. As ovas da tainha são atrativas a parte sendo consideradas iguarias em várias partes do mundo.

Receita Tainha com farofa de camarão | Zaffari & Bourbon